Every smile and every tear made ​​me grow. ∿
»
“Está certo, eu não convivo com você 24 horas por dia, não estou pessoalmente com você, ou quando precisa de alguém, não sou eu o primeiro a te abraçar ou te dizer palavras para te confortar, não sou o melhor pra você, mas você sabe que eu faço o melhor pra você. Se um dia, bem distante, você esquecer que um dia eu te amei, pare e lembre-se de todas as mensagens no meio da noite, mas não se lembre das boas, se lembre das brigas, pois foram por elas, que eu me declarei inúmeras vezes a você. Se lembre de todas as vezes que eu te disse que te amava, mas leve em consideração somente as vezes em que eu disse que eu te odiava, e que eu não te queria mais em minha vida; Foram com essas palavras, que te contei todas as mentiras sobre mim. Lembre-se que eu sumi, que eu desapareci, e chorei, e chorei por várias vezes quando você e eu parecia não combinar e não dar certo. Lembre-se que por 4 vezes ou mais, eu te disse adeus, e que por todas elas, quando você me pedia, eu voltava, e te deixava viver a minha vida junto a mim. E se mesmo depois de tudo, mesmo depois de todas as lembranças, você quiser continuar nessa de nós não damos certo. Pare e pense, que um dia, todos nós vamos cansar de toda e qualquer situação, que um dia de tanto quebrar a cabeça, a gente aprende a montar as peças certas, e lembre-se que de todos os meus defeitos, alguns eram corrigíveis, outros suportáveis, e a minoria, poderia ser aceitáveis.”
Outono.    (via alciao)

“Um dia você vai se lembrar de mim. Os números da sua agenda passarão claramente na sua frente e você não terá nenhum para discar. Talvez, até tente o meu, mas até lá posso não querer mais te atender ou talvez nem seja mais meu aquele número. Você vai tentar chamar alguém, mas não vai haver ninguém pra sair correndo e te dar um abraço, nem te colocar no colo ou acariciar seus cabelos até que o mundo pare de girar. Nessa fração de segundo, quando seus pés perderem o chão, você vai lembrar do meu carinho e do meu sorriso infantil. Virão súbitas memórias gostosas dos meus beijos e abraços, da minha preocupação quando você saía e esquecia de pegar a blusa de frio… E só terá uma música repetindo no seu rádio: a nossa doce sinfonia. Em um novo momento você vai sentir um aperto no peito, uma pausa na respiração, e vai torcer bem forte para ter o nosso mundinho de volta, mundinho difícil, mas cheio de amor e carinho. Vai ouvir a chuva cair e vai sentir um imenso vazio por não ter um grande amor pra compartilhar esse momento. Não terá alguém para brincar de se jogar na grama nos dias ensolarados, nem para admirar o pôr-do-sol sobre a ponte da pequena cidade. Talvez, nem consiga mais sentir o frescor do vento. O nome disso é saudade, aquilo que eu tinha tanto e te falava sempre. E quando você finalmente bater na minha porta, ela estará trancada, ou se aberta, mostrará uma casa vazia. Seus olhos te ensinarão o que são lágrimas, aquelas que eu te disse que ardiam tanto. E você vai lembrar dos carinhos nas costas pra você dormir, dos paninhos quentes pra aliviar sua dor de madrugada, da minha inocência que ria de tudo que você falava, do meu jeito bobo, do meu jeito de tentar te fazer feliz… O nome do enjoo que você vai sentir é arrependimento, e a falta de fome será a tristeza, a mesma que eu senti por tanto tempo. Um dia você irá se deitar, e quando olhar para o teto do quarto escuro, vai se lembrar que as estrelas poderiam estar lá, para iluminar todas as suas noites frias. Mas tudo o que você verá é a escuridão. Então quando os dias passarem e eu não te ligar, quando nada de bom te acontecer e ninguém te olhar com os meus olhos encantados… você encontrará a solidão. E você vai ver que diante de tudo isso, alguns dos meus defeitos poderiam ter sido perdoáveis. A partir daí, o que acontecerá chama-se surpresa. E provavelmente o remédio para todas essas sensações… é o tal do tempo em que você tanto falava!”
Autor Desconhecido.  (via romantizar)


baiaodedois:

Alex Sousa - BaiaoDeDois




“Se ele sentir sua falta, ele vai ligar. Se ele se importa com você, ele vai demonstrar. Não precisa cobrar. Se ele quer, ele faz. Se ele não faz, não ache que o problema é você. Apenas pare de gastar seu tempo com ele, porque ele com certeza não pretende gastar o tempo dele com você.”
Tati Bernardi.  (via odeiorotulos)

“Desde a primeira vez que te vi, eu coloquei minha vida no mudo para ouvir só você. Desfoquei-me das coisas banais, para observar apenas você. A forma que sorria, a forma que falava, que me olhava disfarçado depois ria tímido. E você sempre estava lá, então, eu também estava, só pra te sentir perto. Teu cheiro era algo incrível, de todos os perfumes, qualquer um ficaria perfeito se tivesse o aroma do teu corpo. Os outros sorrisos perderam a graça, ao menos, depois do seu, nem um outro fez meu coração bater forte, minhas mãos soarem. Quando me olhava, era como se soltasse borboletas em meu estômago, eu finalmente entendi o que era paixão. E desde então, não passou. Já fazem anos, desde que te vi pela primeira vez, mas continua tudo forte. Teu sorriso ainda tem o mesmo efeito, teus carinhos são os mais confortantes e seu beijo… me faz querer não sair dos teus braços nunca. Porque você me encontrou em algum lugar perdido em você e eu te encontrei em algum lugar perdido em mim. Te olhei enquanto me olhava, teu olhar sempre sorria, e fazia o meu sorrir também. Enquanto eu tiver você, enquanto eu carregar esse sentimento no peito, eu sei que vou estar bem, sei que vou ser feliz.”
You’re just lonely, just like me.  (via poetaciumenta)

“Antes de mudar por alguém, pense em quem já te ama do jeito que você é.”
Tati Bernardi.   (via romantizar)

“Mas eu gosto de você e não costumo gostar de ninguém.
John Green. (via recortei)

©